Future

Ir para conteúdo principal

Menu Principal

Nosso blog

Fonte segura de conhecimento

Hackers russos teriam roubado dados sobre defesa cibernética da NSA

Future

09/10/2017

Hackers que trabalham para o governo russo roubaram informações que detalhando como os EUA penetram nas redes de computadores estrangeiras e se defendem contra ataques cibernéticos. O The Wall Street Journal informa que os hackers roubaram os documentos depois que um profissional contratado da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), acessou o material classificado como informação confidencial e salvado em seu computador. O jornal cita como fontes várias pessoas com conhecimento sobre o assunto.

Segundo a notícia, os hackers parecem ter orientado o profissional contratado depois de terem identificado os arquivos por meio de um popular software antivírus fabricado pela Kaspersky Lab, empresa de segurança cibernética com sede na Rússia, disseram as fontes.

O roubo, que teria sido descoberto no segundo trimestre deste ano, ocorreu em 2015 e as fontes ouvidas pelo diário americano disseram que as informações que foram roubadas podem ajudar as autoridades russas sobre como proteger suas redes contra a NSA e, possivelmente, como entrar nas redes dos EUA. 

A NSA não confirmou a violação, e a Kaspersky Lab disse ao The Wall Street Journal que “não recebeu nenhuma informação ou evidência que comprovasse esse suposto incidente e, como resultado, devemos assumir que este é outro exemplo de uma acusação falsa “.

A Kaspersky e seu software foram um dos principais focos de investigações do governo dos EUA no ano passado, após a polêmica envolvendo a possível interferência de hackers russos nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em junho, o Senado dos EUA propôs um projeto de lei que proibiria o Departamento de Defesa de usar o software da Kaspersky e um comitê da Câmara dos Representantes começou a examinar o uso de vários produtos da empresa por companhias norte-americanas. Em agosto, os relatórios do FBI alertaram as empresas contra o uso do software da Kaspersky, que a Best Buy parou de vender no mês passado. Recentemente, o governo dos EUA proibiu o uso do software em todas as agências federais.

Fonte: ComputerWorld

Compartilhe:

Receba nosso Newsletter

Entre em
Contato Conosco

.
.
.
.

Gostaria de receber notícias e promoções da Future?

.

.Campo obrigatório

© 2017 Future. Todos os direitos reservados. Site by Allen Motion