Mais de 30 golpes envolvendo divulgações falsas de vagas de emprego atingiram os brasileiros no último mês, de acordo com dados de laboratório de segurança. Os cibercriminosos vêm se aproveitando da atual situação no país, que conta com mais de 12 milhões de desempregados.

O crime consiste no compartilhamento de páginas de emprego que redirecionam a vítima a sites maliciosos, onde são roubados seus dados pessoais e credenciais do Facebook. Já são mais de 300 mil pessoas que curtem ou seguem estas páginas na rede social.

As páginas passam credibilidade por receberem o nome de grandes empresas que dizem precisar urgentemente de profissionais. Então, a vítima é induzida a fornecer informações com nome completo, data de nascimento, número de telefone e qual cargo deseja ocupar.

Como forma de disseminar o ataque, os cibercriminosos pedem que as pessoas compartilhem o processo seletivo com outras pessoas por meio de aplicativo de mensagem, afirmando que assim elas terão mais chances de passar para a próxima etapa. Quando o compartilhamento é feito, ainda é solicitado o cadastro em uma plataforma de serviços de SMS que envia cobranças indevidas, ou é exigido o download de aplicativos falsos que podem deixar dispositivos móveis vulneráveis.

Fonte: CanalTech

Entre em contato conosco