“O ataque foi generalizado e custou bilhões, e a Coreia do Norte é diretamente responsável”, disse o assessor de segurança da Casa Branca, citado em uma publicação do Wall Street Journal.

Segundo ele, qualquer um que tenha prejudicado os Estados Unidos será responsabilizado, mas não detalhou as ações específicas que Washington poderia tomar contra Pyongyang, além de dizer que continuaria a prosseguir uma “estratégia de pressão máxima”.

O ataque cibernético em massa teve início no dia 12 de maio de 2017. O diretor da Europol disse na ocasião que o ciberataque afetou usuários em 150 países diferentes.

O vírus WannaCry atingiu mais de 300 mil computadores ao redor do mundo, ameaçando bloquear arquivos de pessoas que não aceitariam fazer pagamentos em até uma semana após a infecção.

Fonte: Sputnik