No ano passado, uma organização hacker da Coreia do Norte teria feito um ataque cibernético a uma instituição japonesa. Segundo relatório anunciado hoje pela empresa americana FireEye, a organização conhecida como APT37 teria usado um malware (programa malicioso usado para roubar dados) e atacado o servidor de uma instituição japonesa ligada às Nações Unidas. O objetivo do ataque era coletar informações sobre os planos da ONU de sanções econômicas contra a Coreia do Norte. Além desse crime, o grupo teria realizado vários outros ataques ao redor do mundo.

A FireEye acredita que empresas de logísticas do Vietnã, empresas de telecomunicações do Oriente Médio, entre outras, também teriam sido alvo dos ataques cibernéticos. O relatório afirma ainda que a organização atua desde 2012, quando efetuava ataques a servidores do governo e exército sul-coreanos. Desde o ano passado, a APT37 tem expandido os ataques cibernéticos a outros países, dentre os quais o Japão.

A Future possui as melhores soluções e serviços para manter sua empresa segura. Saiba mais clicando aqui.

Fonte; IPCDigital