A FDA, espécie de “Anvisa dos Estados Unidos”, enviou uma notificação para os consumidores norte-americanos alertando que 465 mil marcapassos estão vulneráveis a ataques hackers e precisam de uma atualização de software.

Conforme foi relatado, os dispositivos são da empresa de saúde Abbott (anteriormente St. Jude Medical) e os modelos afetados incluem o Accent, Anthem, Accent MRI, Accent ST, Assurance e Allure.

Na verdade, o maior problema não está nos marcapassos, mas sim nos transmissores que enviam as informações cardíacas do paciente para uma plataforma em nuvem que pode ser acessada por médicos.

Com o acesso certo, um hacker poderia fazer algo para acabar com a bateria do dispositivo ou alterar o batimento cardíaco do usuário.

O crescente número de dispositivos de saúde conectados à internet aumenta a preocupação com a segurança dos pacientes e, embora, os pesquisadores de segurança tenham avisado sobre os riscos há anos, esta é a primeira vez que um governo reconhece os dispositivos médicos como uma ameaça.

Não deixe sua empresa vulnerável, com a Future você encontra segurança para desenvolver seus empreendimentos. Saiba mais sobre as nossas soluções clicando aqui.

Fonte: Olhar Digital