Hackers russos foram os responsáveis pelo ciberataque que causou problemas na abertura da Olimpíada de Inverno deste ano, de acordo com o jornal americano The Washington Post.  Mais de 300 computadores foram usados pelos hackers, que causaram instabilidade de internet e problemas na geração de entradas para a cerimônia.

A reportagem do jornal cita fontes do serviço de inteligência dos Estados Unidos. Para camuflagem, os hackers usaram endereços IP da Coreia do Norte. O país tem histórico de atritos com a Coreia do Sul, bem como com os Estados Unidos. O ataque virtual seria uma retaliação pela exclusão de atletas russos por doping. As competições da Olimpíada de Inverno não foram afetadas pelo ciberataque.

A Future possui as melhores soluções e serviços para deixar sua empresa sempre segura. Saiba mais clicando aqui.

Fonte: Exame