Hackers atacaram uma empresa de compra e venda de bitcoins na Coreia do Sul e roubaram uma quantia não informada de unidades da criptomoeda, avaliada em mais de 18 mil dólares cada. A companhia declarou falência nesta terça-feira (19), de acordo com agência de notícias britânicas.

Esse foi o segundo ataque hacker à empresa de que se tem notícia. O primeiro, realizado em abril deste ano, resultou no roubo de 4 mil bitcoins. Uma agência governamental ligou o ataque à Coreia do Norte.

O novo ataque causou perda de 17% dos recursos da empresa de compra e venda de criptomoeda da Corea do Sul.

As criptomoedas dos clientes da empresa serão remarcadas para 75% do valor anterior ao ataque, e as trocas de bitcoins foram interrompidas para evitar mais perdas.

No Brasil, uma empresa de compra e venda de criptomoeda enfrenta problemas com cadastros de novos usuários, enquanto a rival, já avisa nos termos de serviço que ataques de hackers podem acontecer e dados pessoais podem ser acessados ilegalmente por terceiros.

Fonte: Exame